Duarte e Almeida Advogados - 7 dicas para evitar problemas em Concurso Público - advogado especialista em concurso público,   advogado especialista em concursos,   advogado administrativo,   problema concurso público,   problemas em concurso público

Passar em um concurso público é o sonho da vida de muitos brasileiros. Entretanto, muitas vezes esse sonho pode ser frustrado em virtude de problemas que poderiam ser facilmente evitados. Veja abaixo como evitar esses problemas em concurso e concretizar o seu sonho de ocupar um cargo público.

Evitando problemas em concurso #1: Leitura cautelosa do edital

Todo concurso público para ser realizado precisa, além de outras coisas, da publicação de um edital de abertura. É nesse documento que estão todas as regras, condições, matérias, quantidade de vagas, cronograma e todas as informações importantes para a realização do certame. 

Por isso, é necessário que o candidato faça uma leitura cautelosa se atentando aos detalhes, condições para a realização das provas e possíveis contradições. Não ler o edital de forma cautelosa pode acarretar problemas em concursos futuros para o candidato. 

Uma boa dica para não passar batido por informações importantes é revisar o edital de tempos em tempos, assim como destacar as partes que achar mais importantes.

Evitando problemas em concurso #2: Atenção aos prazos

Uma situação recorrente na jornada de um concurseiro é a interposição de recursos contra uma atitude ilegal da banca, seja para corrigir uma pontuação atribuída de forma errada seja para contestar uma questão sem resposta ou até para reverter uma eliminação realizada de maneira incorreta. 

Infelizmente muitos candidatos que sofrem essas atitudes ilegais acabam não conseguindo reclamar o seu direito, pois perderam o prazo para a interposição do recurso. Por isso é importante sempre ter em mente os prazos dispostos no edital.

Além disso, é muito importante que o candidato esteja atento e por dentro das alterações e prazos sobre todas as etapas do concurso público, pois isso pode significar uma chance de defender a sua vaga contra a desclassificação. 

Uma dica é ter os prazos anotados em locais de fácil visualização e em alguma agenda de fácil acesso, podendo ser inclusive a do celular, para que o candidato possa fixar esses prazos e não perder a chance de se defender contra atitudes arbitrárias.

Evitando problemas em concurso #3: Conhecer a banca examinadora

Essa dica é uma das mais importantes que vemos sobre concursos públicos em vídeos de cursos preparatórios. Os professores, em sua maioria, sempre dão ênfase na banca examinadora e já conseguem abstrair informações sobre a prova antes mesmo de sair o edital, apenas conhecendo o modus operandi da empresa, daí a importância de conhecer quem está elaborando a prova.

Via de regra, cada banca examinadora cobra assuntos semelhantes de forma diferente, destacando características diversas, dando mais ou menos profundidade a determinado aspecto, cobrando isso ou deixando de cobrar aquilo, por exemplo.

A banca examinadora é responsável pela maioria dos processos que ocorrem antes, durante e depois da realização do concurso público e por isso é imprescindível conhecer as peculiaridades de cada uma. Alguns exemplos de bancas são: CESPE/CEBRASPE, AOCP, IBFC, FGV etc.

Ter essa informação é “uma mão na roda” na hora de estudar para o concurso público, se tornando uma aliada do candidato.

Evitando problemas em concurso #4: Esteja atento à aplicação das etapas

É importantíssimo que o candidato esteja atento à aplicação das etapas. Caso constate algum erro na aplicação, que esteja em discordância com o exposto no edital, o candidato pode se manifestar sobre essa irregularidade, inclusive por meio judicial.

Erros na aplicação podem aparecer (i) na forma de um assunto cobrado na prova objetiva que não constava no edital; (ii) um exercício físico que não estava previsto; (iii) a correta aplicação do horário estipulado para a realização das provas; (iv) desclassificação por cotas; (v) problemática na ordem de convocação; (vi) eliminação injusta na investigação social; (vii) reprovação no psicoteste; ou (viii) eliminação por motivo de saúde.

São inúmeros erros que podem aparecer durante a aplicação das etapas, mas para que o candidato consiga identifica-los deve ter em mente os requisitos expostos no edital. Daí a importância da leitura cuidadosa do edital de abertura e de todas as alterações.

Evitando problemas em concurso #5: Conhecer a legislação do cargo que está concorrendo

Como o nome já diz, o concurso público é um processo seletivo visando o preenchimento de cargos públicos, em sua essência. Dessa forma, é necessário que a banca siga os princípios que regem a Administração Pública, o qual destacamos o princípio da legalidade.

Esse princípio estabelece que a Administração Pública só pode fazer o que está descrito em lei. Assim, não é possível que a banca cobre uma etapa avaliativa excepcional para o cargo público que não esteja prevista na lei que o criou. Por exemplo: a banca examinadora não pode cobrar um Teste de Aptidão Física no concurso para o cargo de Analista Processual.

Por isso, é muito importante que o concurseiro tenha conhecimento da lei que criou o cargo que está concorrendo, para que possa se preparar para quaisquer etapas específicas do certame.

Evitando problemas em concurso #6: Cautela com as pontuações mínimas

É possível que o edital do concurso traga pontuações mínimas que o candidato deva atingir em cada matéria do certame. É muito comum, também, que os candidatos deem menos importância a determinadas matérias, ou porque têm poucas questões no certame, ou porque acham que se trata de uma matéria banal.

Muito cuidado! Ignorar alguma matéria poderá levar a não aprovação do candidato. Como dito anteriormente, pode ser que seja cobrada uma pontuação mínima em cada área e caso o candidato não atinja essa pontuação em alguma área, mesmo atingindo a “nota de corte” geral, não será aprovado para a próxima etapa.

Evitando problemas em concurso #7: Acompanhamento de um Advogado Especialista em Concurso Público

Não é segredo que em todo concurso público as bancas estabelecem critérios que extrapolam os limites legais e tomam atitudes que estão em desacordo com os parâmetros editalícios. Para isso é necessário que o candidato seja auxiliado por um Advogado Especialista em Concurso Público, possibilitando receber orientações mais específicas e direcionadas, visando obter um aproveitamento maior em caso de necessidade de recurso administrativo.

Além disso, por já ter um longo tempo de prática, o Advogado Especialista em Concurso Público já conhece os melhores caminhos a serem trilhados, a melhor forma de abordar os problemas em concurso perante a justiça ou até mesmo nos recursos administrativos, o que pode aumentar a taxa de aproveitamento, economizando algo muito importante: seu tempo!

Então, você, que está prestes a realizar um concurso, ou até mesmo que já prestou, procure sempre o auxílio de um Advogado Especialista em Concurso Público para ser orientado da melhor maneira possível e, caso hajam problemas em concursos, já ter os caminhos e estratégias traçados da melhor maneira.